Avançar para o conteúdo principal

Seguidores

Apresentados

Bolo de cenoura, abóbora e especiarias

Sabem aquele bolo cremoso, de frutos, que cheira a Outono? É este!!

300 grs de abóbora e cenoura cozidas com anis estrelado e um pau de canela e reduzidas a pure
5 ovos
1/2 chávena de óleo de coco
3 colheres de sopa de mel
2 colheres de chá de canela em pó
1 colher de chá de Cardamomo em po
1 colher de chá de erva doce moída
1 chávena de fuba de mandioca
1 chávena de farinha de amêndoa
1/2 chávena de farinha de coco
1 colher de sobremesa de fermento para bolos Bio
1 e 1/2 chávena de bebida vegetal
50 grs de sultanas
50 grs de nozes aos pedaços


Juntar no líquido fixador todos os ingredientes (não esquecer de retirar o pau de canela e a estrela de anis antes de fazer o puré de abóbora e cenoura). Deixar bater.  Verter para a forma forrada con papel vegetal e levar ao forno a 180 durante 50 minutos. (a minha fora é de 20cm)

Cheesecake familiar




Então, lontrinhas do meu coração, tudo à espera da receita do mega cheesecake (dose familiar!!)? Eu sei, já a devia ter escrito, mas, queria provar para ponderar alguns acertos na receita.

Para ficar perfeito a nível de sabor e aspecto vão precisar de:

Para a base:
80 grs de farinha de aveia
100 grs de farinha de amêndoa
20 grs de farinha de côco
90 grs de manteiga derretida
20 grs de açúcar de côco ou mel

Amassam tudo às três pancadas, forram uma forma própria para cheesecake e levam ao forno 15 min a 180º (quando a massa estiver dourada, o tempo varia consoante os fornos, esses bichos que têm vontade própria)


Para o recheio:
400 grs de mascarpone
300 grs de iogurte grego natural
300 grs de mirtilos
80 grs de açúcar de côco ou mel
7 folhas de gelatina hidratada
vagem de baunilha
sumo de 1 limão

Ora então, a parte mais difícil: o creme gostoso
Começam por arranjar maneira de desfazer os mirtilos (ou varinha mágica ou processador ou bimby ou yammi....) até ficarem em creme. Depois, toca a passar tudo por um coador para retirar as peles e grainhas. Tachinho com eles, juntam o açúcar e, quando estiver tudo desfeito em lume brando, adicionam a gelatina e desfazem mais um bocadinho. Deixem arrefecer, sim, coisa difícil com estes 40º demoníacos, por isso, comecem a soprar ou vão buscar a ventoinha.
Numa taça grande batem o mascarpone com o grego, a baunilha e o limão. Quando tiverem um creme lindo, fofinho e gostoso adicionam o coulis de mirtilo (assegurem que está quase frio), mexam bem (usem capa protectora ou correm o risco de ficar com a roupa em modo pintura de Kandinsky com tanto mirtilo), provem e rectifiquem o doce, se necessário (provar não é alambazar!!!).

Nesta altura já devem ter tirado a base do forno e colocar num sítio a arrefecer (não adianta colocar na rua, como eu fiz. Diz que na varanda está um calor digno de fazer bifes com ovo a cavalo. Com a base fria, adicionam o creme gostoso e cor de rosinha e levam ao frigorífico.

Para a cobertura:
Mais 300 grs de mirtilos
mais 5 folhas de gelatina
mais 50 grs de açúcar de côco ou mel
mais o sumo meio limão

Voltam ao mesmo processo de desfazer os mirtilos, coar, levar ao tachinho, misturar o limão e o açúcar, lume brandinho, adicionar a gelatina hidratada, misturar e deixar arrefecer. Adicionar ao cheesecake que está no frigorífico e deixem-no descansar durante a noite. De manhã vai estar lindo e perfeito.

E vocês perguntar, ó Maria, mas porque é que não usamos gelatina com sabor a mirtilo, daquela que nem tem calorias nem açúcar? Ó minha gente, resposta fácil: leiam os ingredientes disso e percebam a bicharada toda que estão a comer! Aquilo tem tudo menos mirtilo!!

Vá, minhas lontrinhas, comam bem, sejam felizes....e lavem a torre de loiça que deve estar em cima da bancada da cozinha!! E agora, vamos lá ligar a ventoinha e derreter....


Comentários

Mensagens populares